Dicas para seu fluxo de caixa sobreviver à crise

imagem

Neste artigo vamos ver algumas dicas para que seu fluxo de caixa possa sobreviver a uma crise.

O que é fluxo de caixa?

No que diz respeito ao estudo das finanças, fluxo de caixa se refere ao conjunto de movimentações do dinheiro no caixa da empresa. Ou seja, ao montante de todas as entradas e saídas monetárias que acontecem devido às operações de compra, venda, investimentos e financiamentos feitos por uma corporação em certo período de tempo.

Redução de custos e despesas

Há várias possibilidades de redução de custos e despesas, como por exemplo: mão de obra: utilizar a flexibilização das regras trabalhistas.

A negociação com os seus funcionários e a participação deles no sacrifício que estamos passando é fundamental nessa hora. Bonificações e participações de lucros podem ser adiadas ou até parceladas.

No caso da gestão de pessoal, é importante não deixar a sua equipe parada ou então subutilizada. Quando não for possível a suspensão do contrato de trabalho ou antecipação de férias, as demissões devem ser consideradas, mas sempre com muita cautela.

Controle do endividamento

É um fato que as empresas sairão mais endividadas depois dessa crise mundial. É fundamental que a empresa tenha total controle desse endividamento.

Ter controle do endividamento significa provisionar os valores não pagos agora e valores negociados com seus fornecedores. Esse controle e o correto registo de provisões são recomendados sempre.

Para empresas que possuem muitas dívidas, pode ser uma oportunidade de trocar dívidas mais caras por outras mais baratas.

Proteção contra riscos

Em épocas de crise é natural que busquemos correr menos risco, e parece adequado seguir essa estratégia. É importante nesse momento rever as políticas de gestão da inadimplência.

Mesmo que um cliente esteja trabalhando com sua empresa há anos sem problemas de inadimplência, até que ponto vale você assumir o risco do negócio dele?

Pode ser interessante trocar modalidades de financiamento próprio por modalidades oferecidas pelos bancos. Pois com isso, o banco fica com o risco do seu cliente e não você.

Mas lembrem-se, todas essas medidas requerem também organização e preparo por parte das empresas. Ter sua estrutura financeira organizada, com métricas e indicadores claros é essencial para poder tomar essas medidas e superar esse momento.

Agora você já sabe algumas dicas para fazer seu fluxo de caixa sobreviver à crise.

Open chat
1
Olá
Podemos te Ajudar?